Mix de experiências, sonhos e trocas no centro do Rio

À primeira vista, o ambiente parece propício à criatividade - basta dar uma olhada na vizinhança (o camelódromo da Rua Uruguaiana) para saber que o improviso da economia popular carioca está ali, à espreita. Entre prédios e salas comerciais (além de algumas universidades), o centro do Rio ganhou um novo espaço para promover encontros entre criativos (e aqueles que ainda não sabem que são) da cidade: MiXto (com “x” mesmo).

Localizado dentro de uma galeria na Rua do Ouvidor, o espaço abriga eventos com temas atuais, como empreendedorismo e novas formas de consumo, para troca de experiências e histórias entre pessoas que estão a fim de mudar de trabalho a encontrar um propósito de vida - ou as duas coisas, por que não?

Mudanças, aliás, tem sido a linha condutora do local desde a sua inauguração, como agência de comunicação para pequenos e médios negócios, há dois anos. A transição para o modelo atual aconteceu quando Mayara Valença, sócia do MiXto, sentiu falta de um “propósito maior” no antigo negócio.

O espaço onde rolam os encontros :)

“Fizemos uma pesquisa nos grupos (em redes sociais) para saber o que as pessoas queriam”, diz Mayara, que define o lugar, hoje, como uma “casa de encontros criativos”. “Notamos que muitos estudantes, ou gente em início de carreira ou mudando de profissão, não podiam pagar cursos caros. Optamos por um modelo de trocas de experiências, até porque acreditamos que um encontro pode realmente mudar sua vida”. É por isso que, no MiXto, o ensino ‘vertical’ não tem vez. No lugar de mesas e carteiras, almofadas e futons. “Todo mundo tem voz. Estimulamos a conversa, queremos saber como cada pessoa chegou até aqui”.

MiXto em detalhes

Os eventos, geralmente, duram algumas horas e costumam acontecer no final do dia, durante a semana - acompanhe a agenda no Face do MiXto. Mas a semelhança com o happy hour com a galera da firma acaba por aí. No lugar de desabafos sobre colegas e chefes (não que eles não existam), novas ideias e expectativas sobre o futuro.

Parte do team feminino do MiXto (na segunda foto, da esq. para a dir): Mayara Valença, Julia Máximo e Clara Rueda.

A partir de agosto, o local deve funcionar também como coworking para profissionais freelancers, de uma a três vezes por semana, com condições especiais. Interessou? É só mandar um e-mail para euquero@mixtocom.com.br e combinar uma visita.

POSTS RELACIONADOS

Favela Orgânica: reaproveitamento possível e acess...
views 172
Criado em 2011 na comunidade Babilônia-Chapéu Mangueira (na zona Sul do Rio de Janeiro) pela ex-empregada doméstica Regina Tchelly, o Favela Orgânica é um projeto que, além da sustentabilidade ambiental e econômica, promove também a autoestima e o empoderamento dos moradores. Com o objetivo de en...
Pela sustentabilidade arquitetônica na favela
views 201
O Ateliê de Arquitetura de Favela proporciona obras e reformas através projetos sustentáveis, sem desperdício, seguros e mais baratos, ao mesmo tempo que capacita pedreiros e oferece toda a informação necessária para os moradores através de uma plataforma digital. Criada pela arquiteta francesa L...
Pesquisa de Tendências: o que você precisa saber p...
views 1.2k
Dizer que trabalha (ou está se preparando para trabalhar) com CoolHunting (literalmente, "caçador de tendências") geralmente dá um nó na cabeça do interlocutor leigo. “Cool o quê??” “Hunting. É o profissional que trabalha com pesquisa de tendências”. “Tendências de moda?” “É, também…mas podemos e...
#COBERTURA TREND: Tecnologia vestível
views 596
Peças de vestuário esportivo inteligente, como camisas com fios de proteção UV, controle do suor, legging que alivia a fadiga muscular durante o exercício, ou mesmo jeans com tecnologia biocosmética para combater a celulite, já começaram a ser conhecidas pelo público. Mas o que dizer de roupas que m...
Móveis feitos em Ponto-cruz
views 1.2k
A designer Ellinor Ericsson projetou uma série de móveis para decoração em gigantes ponto-cruz. O projeto foi uma resposta para a pergunta: "Por que falta design no mobiliário escandinavo?". Comparando mobiliário nórdicos aos Rococó, Ellinor tentou alcançar um equilíbrio entre os dois estilos. Os...

Divulgado no TrendNotes por: Carolina Landi

Jornalista carioca com alma de artista e bailarina nas (poucas) horas vagas. Gosta do pop ao erudito, em todos os sentidos e artes. Acredita em empatia e sincronicidade. Curiosa, quer viver várias vidas nessa existência.

já postou 92 vezes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *